quinta-feira, 24 de abril de 2008

Padre Peter Pan

Eu tentei me conter, juro!, mas hoje fui abrir minha boca de anticristo, soltar minha língua, falar pelos cotovelos, enfim, soltei o verbo sobre o padre voador... Escatologia verborrágica.
E o padre foi pro céu e a vaca foi pro brejo.

Seria cômico se não fosse trágico?
Pois acho que pode ser trágico e cômico. Estão aí as "tragicomédias" que não me deixam mentir. Por favor, concorde comigo antes que eu continue!: é cômico! (súplica gratuita, desinteressada e "afoita!" por dividir o peso na consciência por ter visto tanta graça nisso tudo)

Um amigo me disse que é mais um desfecho do caso Isabella.
Ham?
É. O padre usou as bexigas para atrair a garotinha e depois jogou-a do prédio e fugiu voando no seu "balão mágico".
E eu complemento: agora ele vive escondido numa ilha onde é conhecido como John Locke, um homem que vive na mata, pesca, caça, assobia, chupa cana, dá nó em pingo d'água, tira leite de pedra e voa de bexiga.
Quem o achou, caindo de balões, foi Desmond. E, desde então, os habitantes da ilha têem um GPS, mas ninguém sabe usar, nem o dono.
Há um celular também, mas a bateria acabou. Quem, organizando sua viagem de cadeira e bexiga, imaginaria que a bateria poderia acabar se não fosse carregada? Oras, afinal, já vi um filme em que uma menininha tinha um celular que a bateria não acabava nunca! Ela nunca pôde, nem precisou, recarregar. Além disso, ele estava sempre dentro da área de cobertura, até no fundo do poço! O nome do filme era "O Chamado".

Olha, eu também acho que o preço por uma passagem aérea é absurdo, mas eu protesto do chão...
Então me fala o que faz uma pessoa amarrar uma cadeira em 1000 bexigas e sair voando?!
O trânsito de SP? Era dia da placa dele no rodízio?
Pelo avanço da ciência? Qual delas, da psicanálise?
Desconforto na coluna? (falta do que fazer)
Desconforto intestinal? (fogo no rabo)
Foi encontrar a Noviça Voadora? Vaidade? (injustificável, mas conseguiu roubar a cena de Padre Marcelo, João Maria e tantos outros. ninguém nem percebeu que a Madonna lançou cd novo.)

Também comentou-se que ele foi ao mar buscando encontrar Ulysses Guimarães.
É... Que linda missão! Ainda há esperanças de que não o tenha encontrado. Pro bem dele.
Além disso, quem precisa de Ulysses Guimarães quando se tem Natália Guimarães?! Mas isso é outra história...

Não resisto a fazer comentários sádicos quando leio alguns artigos, e encontrei uma mina de ouro no G1, mas limitei-me a destilar veneno nos títulos das matérias relacionadas e censurei-me a republicar o artigo do site com meus comentários. (por enquanto. e eu sou fraco...)
"Padre que voava pendurado..." O começo dessa manchete já é uma tragédia anunciada!
Crítica: quem vai pagar por isso? A Igreja? Que brincadeira cara, hein, priest?

Afinal, quem vai substituí-lo na paróquia? Padre, esportista radical, inovador, nosso novo Santos Dumont.

Hey, equipes, faz quatro dias! Já podem começar a procurar embaixo-mar.

» Avião localiza balões que podem ter sido usados por padre desaparecido
Alô ô! "Que podem ter sido"?!?
Quem mais pode ter esquecido balões cheios de hélio no meio do mar?
A cadeira tudo bem, confesso: é minha, esqueci lá no domingo...
Também acho que não são do padre. É resquício do tsunami da Tailândia, que a onda trouxe.
Tenho medo do dia em que as ondas trouxerem de volta as oferendas pra Iemanjá... mas isso é outra história também.
Já acharam os balões. Comecem a cantar que até o fim dos Parabéns ele chega.
Eu também sou, vou à Igreja aos domingos. Acredite-me: assim como sentar numa cadeira suspensa por balões, pra mim isso é a morte! (portanto, esporte radical na concepção do padre voador)
Avise o padre radical que voar de cadeira "embexigada" não é esporte, nem radical.
Sim, falta de bom senso tem muitos adeptos, mas não é esporte mesmo!
Mata? Que visão deturpada e turva! Pra mim, o paraíso é um lindo campo verde, de grama baixa, grandes macieiras, flores, animas que saltam, belos pássaros voando (sem bexigas e sem cadeiras), etc.

Enfim, perceba no que deu! Resumo da ópera:
Agora o padre Peter Pan está, na melhor das hipóteses, perdido em Neverland.

Contudo, justiça seja feita, que não se deixe calar meu lado patriota: isso foi o mais próximo do céu que um padre já chegou e é brasileiro!!! Ééééé! É do Brasiiiiiillll!!!

E aí, gringo, você é padre?
Quer ir pro céu, amigo?
Bota batina, cata cadeira, enche as bexigas e faz melhor!!!

Um comentário:

Eterna Primavera disse...

Eu não teria escrito melhor!

É isso aí.

Padre louco!!

Adorei.

Ana *Vanilla*

=)