domingo, 18 de maio de 2008

Rá Tim Bum!

Que susto!
Li uma manchete, o título de uma matéria no G1 que começava assim: "Bin Laden envia mensagem..."; parei!
Nem terminei de ler, tamanho pânico que me tomou!
Como assim Bin Laden enviou uma mensagem?! Já está no Youtube?

Toda vez que ouço que Bin Laden "enviou uma mensagem", me desespero imaginando o que pode ter aprontado.
Não porque ele implementa os ataques suicidas mais inovadores desde os kamikazes, mas porque sempre me ocorre a mensagem bombástica que enviou aos EUA naquele fatídico 11 de setembro e me preocupa imaginar o que o estouradinho fez desta vez.
Lembra? A "mensagem" que ele enviou derrubou duas torres, explodiu aviões, matou uma pancada de gente, arranhou o orgulho americano e deixou o mundo perplexo. Cavou um buraco tamanho na empáfia americana que Bush deve ter ido conferir se não havia petróleo pra explorar lá no fundo...
Enfim, o cara detonou, no sentindo literal do termo!
Fora que a gente nunca sabe que tipo de leitura as pessoas consomem... já pensou se ele curte livros do gênero de "auto-ajuda administrativa"? Apavora-me a idéia de estar perseguindo a superação!

Bom, continuando, apreensivo, a leitura do título da matéria, acalmei-me com certo ceticismo: "Bin Laden enviou mensagem...
...sobre 60 anos de Israel."

Ufa.com.br!

Ah, tá!
É um cartão de de parabéns, uma mensagem de paz.
Paz? Ha ha ha! Só se for pasmaceira!
Bin Laden não mandou um parabéns nem "feliz aniversário que todos seus desejos se realizem". (mensagem de gente nada criativa com vocação pra gênio da lâmpada)
Mas a mensagem explosiva, pelo menos desta vez, não derrubou nada. "No news!" Não caiu nem meu queixo...
Bin pegou leve, algo mais ou menos assim:

"Oi, galera. Eu to bem, obrigado por continuarem se preocupando comigo e em me encontrar.
Seguinte: estou ligado no lance dos 60 anos de Israel e, quem estiver comemorando o aniversário do nosso
inimigo
(desde quando ele tem amigos?) é interesseiro, é nosso inimigo também e vai se ver com a gente. Blá blá blá... E jornalistas, diplomatas, turistas, enfim, aí malucos, a gente não vai desviar de vocês se a casa cair, valeu?

Abraço pra quem é de abraço, beijo pra que é de beijo e pólvora pra todos não-mulçumanos sem restrição. Ass. Capitão Caverna, ops, Osama Bin Laden.

Obs. esse turbante é quente e está fritando meus miolos, to ficando de cabeça quente, e essa barba pinica pacas!"

Achei que ele manda muito bem com as palavras! A mensagem é ótima! Faltou só vir em PowerPoint com lindas imagens de paisagens e natureza e música midi de fundo.
Fiquei até feliz que tenha sido levemente hostil, afinal ninguém quer ver Bin Laden soltando bombas e fogos de artifício! (nem em festa de aniversário!)
Porém, isso só faz ressurgir e gritar mais uma vez aquela dúvida, a pergunta que não quer calar:
"Quem matou Odete Roitman?".
Não! Não essa!
"Onde está Osama? Onde está o Padre Adelir? Onde está Wally?!"

Niguém consegue mesmo rastrear a origem da mensagem e descobrir em que buraco do deserto afegão o tatu barbado, quer dizer, o fulano se enfia? Hoje em dia, mesmo quando isso não é simples, é tão possível!
Ele deve mandar homens bomba entregar a mensagem, enviar o e-mail, o sms, o que for. Algo do tipo: "blá blá blá... que se explodam, etc, etc... e esta mensagem e motoboy destruir-se-ão em 5 segundos."
5, 4, 3, 2, 1, Bum!
Rastros apagados e ninguém acha mais o Bin.

Aliás, Padre Adelir deve estar em poder do Al-Qaeda.
É! O padre voador que foi conhecer o Chefe montado nas bexigas deve estar com Bin, só isso explica ninguém tê-lo achado até hoje. Passou por lá com seus balões, Bin pensou que fosse convidado pro aniversário de Israel e o capturou.
É, Padre... fossas do ofício!

Contudo, mensagem a parte, caverna, tatu, areia, deserto, vocabulário de surfista e pique-esconde idem a parte, registro aqui meus parabéns a Israel pelos seus 60 anos.
Nós brasileiros, sabemos melhor que ninguém que problemas políticos não acabam com ninguém nem com lugar nenhum - vide Brasília, mas Israel merece o reconhecimento por seu pique, pelos seus 60 anos de luta e seus 60 anos, literalmente, na batalha!

Nenhum comentário: