segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Mercados x Nervos


O mundo enfrenta crise dos mercados e eu crise de nervos!
A coisa está mesmo russa!
E não é só na Rússia! Rússia, China, EUA, Japão, Alemanha, Europa toda...

É! Europa toda! Até a Suíça está abalada! Eu que jurava que a Suíça seria o único (Oi, Lula) país a sair ileso deste alvoroço, afinal, dinheiro não declarado, desviado, lavado, sonegado, ado-a-ado nosso dinheiro su-a-do (Oi, Maluf), não pode ser resgatado assim, logo hoje, de uma hora pra outra.
Se nossos poupadores (picaretas) resgatarem mesmo todo seu dinheiro aplicado em bancos suíços e isso voltar pro país, realmente estaremos vacinados contra a crise. É imensurável o que um acontecimento destes vai injetar de dinheiro na economia.

A gente quebra a Suíça, mas salva o Brasil.
A Suíça vai ficar pior que a Islândia! A Islândia, pobrezinha, colocada em leilão no e-bay. Economicamente, está mais que provado que não é uma aplicação rentável e, mesmo que tenha vista para Groelândia, Noruega e Reino Unido, quem é que vai fazer um investimento imobiliário agora?!?
Mas o Brasil vai ficar por cima da carne seca e dos orelhas-seca. Se o dinheiro entrar declarado então... A Receita Federal pode anistiar devedores passados e os que espera ter nos próximos 10 anos. A gente faz um buraco na Suíça e tampa até o buraco do INSS.
Bacen, libera o compulsório que o que vem chegando por aí cobre qualquer rombo que aparecer.

Aliás, buraco por buraco, mais uma vez lembrei daquela história que contam pra gente quando criança que diz que, se cavarmos um buraco muito fundo, vamos sair no Japão. Estou esperando a qualquer momento a bolsa de Tókio sair no meio da minha sala.
Pobre da Ásia, como são extremistas! Se é pra ficar bom, de cara já experimetam um crescimento vertiginoso e ameaçam grandes hegemonias se é pra balançar, registram desempenho negativo recorde!
As pessoas por lá vivem uma dobradinha tremores & temores: um dia acordam abalados por tremores de terra, no outro por temores de queda livre da bolsa.
Abalaram nossos papéis mais negociados aqui... Oh, saudade de quando o pior que a China podia fazer, pra mim, eram os Tamagoshis... De quando Japão explodia nos Changeman. Change, change, change!
Agora eu que vivo doido pra jogar uma pokebola explosiva na bolsa de Tókio.

Os EUA, um país impopular entre os outros países do mundo, com um presidente impopular, que fez um governo impopular, propôs um pacote de socorro impopular. Crise econômico-financeira nova, crise de popularidade antiga. Hugo e Evo saúdam a chegada dos EUA ao terceiro mundo!
Bin Laden, do fundo, da camada pré-sal de alguma caverna do deserto afegão deve estar explodindo (este, seu maior talento) de alegria.
Bush, Bush, Bush!

O que dizer da Europa?
Bem, quando dizem que todo velho é teimoso, têm razão (oi, velho continente!). A princípio, a UE se reuniu pra decidir não fazer nada (você já trabalhou em um lugar assim também?). Cometeram um lapso e provocaram um colapso.

Hoje especialmente, 20/10, as bolsas registraram índices positivos, mas é claro que a turbulência não parou, que a crise não acabou... eu que vou parando por aqui. Ao contrário do presidente (Oi, afeta, sim! Lu(la)nático!), vou recolher-me a minha ignorância, fazer um circuit breaker e parar de falar nisso.

Nenhum comentário: